Moto 1000 GP volta a São Paulo


O Autódromo Internacional José Carlos Pace, em Interlagos, volta a receber o Moto 1000 GP neste fim de semana, para mais duas corridas por categoria, valendo pela terceira etapa. Com quatro corridas realizadas, alguns pilotos já se destacam no grid e passam a ser alvo dos demais, que prometem reagir nas pistas em busca da liderança e títulos da competição.

Nas três categorias já estão consolidados os principais pegas entre pilotos e algumas equipes planejam ou desenvolvem mudanças nos equipamentos para buscar melhores resultados. A partir de quarta-feira (1º. de setembro) diversos profissionais ligados ao evento já estarão ocupando seus lugares no autódromo. Mas os motores começam a funcionar mesmo só na manhã de sexta-feira (02), com os primeiros treinos livres.

O Moto 1000 GP é a mais nova competição de motovelocidade do Brasil e tem como foco, além do espetáculo para o público, o desenvolvimento de pilotos e equipes para a motovelocidade brasileira. O Moto 1000 GP é um projeto que ganha destaque também por ser idealizado e organizado por dois dos mais importantes nomes do esporte no país, Alexandre Barros, que competiu por 18 anos no MotoGP e o heptacampeão brasileiro, Gilson Scudeler. O evento visa a profissionalização e qualificação de novos pilotos e equipes e na temporada de estréia da categoria, reúne parceiros de expressão nacional e internacional como Petrobrás, Lubrax, BMW Motorrad, Michelin e Record News.

Um dos destaques do Moto 1000 GP é uma premiação inédita e uma série de benefícios para pilotos e equipes,
especialmente subsídios para a aquisição de lubrificantes, peças e até mesmo para motos BMW. Na categoria GP 1000, por exemplo, o campeão da temporada vai ganhar uma moto BMW S1000RR, no valor de R$ 75 mil e o campeão da categoria BMW S1000RR Cup ganha uma viagem à Alemanha, com direito a acompanhante.
Vai conhecer a linha de montagem das motos BMW S1000RR, a equipe oficial BMW do Mundial de Superbike e ainda vai assistir a uma etapa do Mundial de MotoGP, com direito a duas credenciais e visita aos boxes. O campeão da GP Light ganha um kit completo de ferramentas Beta e assessoria de apoio para prospecção de patrocínios.

O Moto 1000 GP tem patrocínio oficial de Petrobras, Lubrax e BMW Motorrad, além do apoio de Michelin e Beta Ferramentas e conta com a parceria técnica de Servitec Dinamômetros, Vaz, Akrapovic, K&N, W2 Boots e MRA.
As provas da categoria têm transmissão ao vivo pela Record News em canal aberto em VHF e UHF, além de transmissão pela internet, na integra, pelo próprio site oficial do campeonato e pelo portal R7. Também é possível acompanhar as
movimentações do evento através das redes sociais como o Twitter (@moto1000gp) e (@bikeridersbr).

DISPUTAS

Nessa terceira
etapa da competição, um dos destaques é a disparada de Alan Douglas, da Pitico
Race, que está com 100 pontos. Ele venceu as duas corridas da primeira etapa,
também em Interlagos, venceu a primeira corrida da segunda etapa, em Brasília,
numa disputa acirrada com Luiz Cerciari, da Cerciari Racing. Cerciari venceu a
segunda corrida, em Brasília, mas acabou desclassificado da prova, o que deu a
quarta vitória a Douglas.

Alan Douglas tem uma boa vantagem sobre o
segundo da classificação, que é seu companheiro de equipe, Sarin Carlesso, com
66 pontos. Quem subiu na classificação é o piloto paranaense Diego Faustino, da
Motonil Motors, que está em terceiro, com 65 pontos. Faustino correu em São
Paulo, na abertura do Moto 1000 GP, com uma moto alugada uma semana antes da
prova. Para a segunda etapa, em Brasília, novamente estava em adaptação, mas em
condições bem mais favoráveis. Faustino conseguiu fechar patrocínio e adquiriu
uma moto nova, uma BMWS1000RR, com a qual fará o restante da temporada. Mais
acostumado ao equipamento e conhecendo bem a pista de Interlagos, Faustino deve
acirrar a disputa com Douglas e Carlesso.

Na GP Light a expectativa é em
torno da briga entre os pilotos Eduardo Costa Neto, da Mobil Rush Racing Team e
João Vitor Batista, da Fura300 Racing. Cada um conseguiu um primeiro e um
segundo lugares na etapa de abertura e, em Brasília, voltaram a disputar a ponta
nas duas corridas. Mas a vantagem foi toda de Eduardo Costa, que conseguiu
superar o oponente nas últimas voltas e conquistou duas importantes vitórias.
Agora, a Fura300 Racing procura novos patrocínios para melhorar o equipamento e
aumentar as possibilidades de vitórias nas próximas etapas. Na BMWS1000RR Cup, o
destaque é Ricardo Kastropil, que está com 70 pontos e lidera com
folga.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DA 3ª. ETAPA

Na sexta-feira, dia 02
de setembro, as equipes e pilotos terão duas horas de treinos livres, divididas
em quatro blocos de meia hora cada, ao longo do dia. As categorias GP Light e
BMWS1000RR Cup, terão treinos livres conjuntos das 10h30 às 11h; das 12h às
12h30; das 14h15 às 14h45 e das 15h45 às 16h15. A GP 1000 terá treinos das11h15
às 11h45; das 13h30 às 14; das 15h às 15h30 e das 16h30 às 17h.

No sábado
ocorrem mais duas sessões de treinos livres: das 8h45 às 9h15 para a GP Light e
BMWS1000RR Cup e das 9h30 às 10h para a GP 1000.

Os treinos
classificatórios acontecem na manhã de sábado (03). As categorias terão uma
janela de 20 minutos na qualificação 1 (Q1) e os oito pilotos mais rápido se
qualificam para o Q2, que é uma sessão final de classificação, de apenas 10
minutos, que é quando se define a ordem de largada no grid.

As categorias
GP Light e BMW S 1000 RR Cup terão o Q1 das 10h20 às 10h40 e o Q1 das 10h50 às
11h. Em seguida ocorre a qualificação da GP 1000, com o Q1 das 11h15 às 11h35 e
o Q2 das 11h45 às 11h55.

As primeiras corridas acontecem ainda no sábado,
no período da tarde. A largada das categorias GP Light e BMW S1000RR Cup, para
11 voltas, será às 13h. A GP 1000, que faz 14 voltas, larga às 14h15.

No
domingo, (04) será realizado um warm-up entre 9h40 e 10h para as duas primeiras
categorias e das 10h15 às 10h35 para a GP 1000. As corridas de domingo terão
largadas às 11h50 para a GP Light e BMW S1000RR Cup e às 13h50 para a GP 1000.
As duas corridas da GP 1000, realizadas aos sábados e aos domingos, tem
transmissão ao vivo pela TV, com a Record News.

VEJA A CLASSIFICAÇÃO
GERAL NAS TRÊS CATEGORIAS

GP 1000

1. Alan Douglas – 100
Ptos
2. Sarin Carlesso – 66
3. Diego Faustino – 65
4. Jaime Cristobal -
40
5. Luiz C. Cerciari – 36
6. Joel Soares Jr. – 22
7. Rafael C.
Ribeiro – 21
8. Osmar Gonçalves – 19
9. Elson Tenebra – 19
10. Renan
Alves – 13
11. Vinicius Maia – 13
12. Daniel Mendonça – 9
13. Juaozinho
Simon – 7

GP LIGHT

1. “Dudu” Costa Neto – 95
2. João
Victor Batista – 85
3. Sérgio Laurentys – 53
4. Nickolas Iatauro -
53
5. Luis Fittipaldi – 29
6. Leymar Sanches – 23
7. Reynaldo Mendes -
21
8. Rafael Zanuto – 21
9. Brecht Mondragon – 17
10. Luiz Nucci -
17
11. Samuel A. Jr – 15
12. Vitor de Castro – 15
13. Rodrigo Faria -
13
14. Fabio T. Neto – 12
15. Remi Toscano – 9
16. Sergio P. Pereira -
7
17. Glaucus Vinicius – 5
18. Mauricio Zanella – 0

BMW S
1000 RR CUP
1. Ricardo Kastropil – 72
2. Eduardo Zampieri – 50
3. Maico
Teixeira – 50
4. Fernando Itapura – 42
5. Gian Calabrese – 40
6.
Denilson Oliveira – 29

Você vai gostar também:

Leave a comment

Add your comment below, or trackback from your own site. You can also subscribe to these comments via RSS.

Your email is never shared. Required fields are marked *